.................................................
electronic polaroids
segunda-feira, junho 30, 2003

(A-do-ro)

Hahaha, no cadastro de um site de charutos aí, encontrei as seguintes perguntinhas:

Qual a sua preferência quanto ao calibre do charuto?

Fino Médio Grosso

Qual a sua preferência quanto ao tamanho do charuto?

Curto Médio Longo

Quantos charutos em média você consome por semana?


Sei... E depois EU penso em bobagens.

No táxi, pego na porta da Torre no sábado de madrugada, o motorista ouvia Queen. Tá. Eu gosto de Queen! Eu era apaixonada pelo Freddie Mercury na infância (bigode - meu pai - electra). Pedi pro moço aumentar, acho que era a kind of magic, sei lá. Eu estava bem retardada ainda, sob efeitos do fantástico cookie de loop. Mas lembro bem do que o taxista disse. Assim:

Taxista: "Sou tão fã de Queen que batizei minha filha com o nome de uma música deles..."

Gabriela, intrigada: "Ah é? Qual??"

Taxista: "Jellicy"

Gabriela: "Que música é essa? Canta aí..."

Taxista: **ininteligível** (tecla SAP: Oh jealousy look at me now...Jealousy you got me somehow...)

Gabriela, passada: "Aaaaaaaaaaaaah, Jealousy? E como se escreve o nome da sua filha?"

Taxista: "Jellicy. J - E - L - L - I - C - Y".

Gabriela, adorando: "Sei... e você sabe que jealousy significa ciúme?"

Taxista: "hehe, não, mas eu tenho ciúme da minha filha! Isso é bom!"

E depois ele contou das outras filhas dele. Simpático o sujeito. Pena que tem um gosto meio estranho pra nomes. Uma das meninas dele ganhou o nome de uma ex... mas embaralhado. Em vez de Monica, a filha dele foi registrada como Kamony (pronúncia: Kámôny, tá?).

Brasileiro é um povo tão criativo que me leva às lágrimas. Haha.

Módulo Gabriela farcie au chocolat (ou esta que vos fala recheada de chocolate) ligado.

Mimei minha mãe hoje. Primeiro um festival de chocolate (alô? codornas recheadas de risoto de chocolate?? *orgasmos*), um pouco de champa (ela disse que estava com vontade depois de ter visto o povo se jogando no "mulheres desequilibradas"). Conversas amenas para esquecer das interferências cretinas em nossas vidas. Foi bom vê-la contente com tanta comida boa. Tudo bem que ela saiu rolando do hotel, mas acredito nos benefícios ecstoplásmicos do banquete.

E para completar, cinema, que nem ela e nem eu não íamos há séculos. Poor thing. Não é acostumada com o "inexplicável". Ficou meio passadinha com Punch Drunk Love, mas gostou. Eu? Adorei. De fato, o Little Nicky não é ruim! Só tem orelhas bizarras. E depois, Emily Watson deixa tudo sempre lindo, fofo e meigo.

sábado, junho 28, 2003

Eu amo italiano. Uma língua tão boazinha. Não é má como o francês. Ela dá aquela impressão de que você é superfluente, quando não verdade não sabe mais do que alguns palavrões. Haha. Olha só: Quiche ai Funghi.

Isso mesmo. Madruguei às 6h30 para me jogar no Mercado Central hoje. Era uma "excursão" da classe. Foi genial. Que bosta de paulista eu sou? Levei 26 anos para por os pés naquela perdição de lugar. Ainda bem que me controlei e ainda bem que não tinha fava de baunilha (R$ 18 duas unidades). Resisti aos apelos do grana padano, das cerejas, das alcachofras e physalis. Good girl.

Mas me joguei nos cogus! Trouxe funghi secchi (bem baratinho) e shiitake. Ver uns briminhos pela 25 de março me fez ter saudade da abuelita, então comprei Chancliche, que ela adora. E manteiga de garrafa! Uh. Vai uma carne seca aí?

E porque diabos as pessoas adooooram me associar à escatologias? Qualquer vegetal fálico visto era imediatamente sugerido como parte da minha *dieta*, if you know what I mean. Gente maldosa, viu? Eu só queria saber o que era aquele "pepinão crespo", oras. O uso consolador dele nem tinha passado pela minha cabeça... haha. Juro. Bizarrão.

Então, tá. Hoje estou num humor para quiches. Vou lá.

sexta-feira, junho 27, 2003

Googlism:

gabriela is a little too corny even for television
gabriela is sincere
gabriela is swiftly thrown into conflict
gabriela is a "kept woman
gabriela is a student whose life is turned upside down when she takes a job at a mental health clinic and meets mike
gabriela is a peanut
gabriela is situated in the heart of kiev in dnipro hotel
gabriela is also named for the woman warrior who led the longest revolt against spanish colonial rule
gabriela is not so much concerned about business as she is with people
gabriela is now trying to come to terms with her condition
gabriela is dead today
gabriela is a great love story
gabriela is situated close to the bucharest airport
gabriela is not pregnant
gabriela is much messier
gabriela is a rising star in the field of experimental relativity
gabriela is weduwe
gabriela is a box
gabriela is a woman perhaps more morbid than most
gabriela is interested of making a novela that could be sold all over"
gabriela is sad
gabriela is leader of a gang of girls with similar histories
gabriela is a person who truly sees nothing wrong with her fascination with gore
gabriela is eternal in the lives and inspiration of those women who write
gabriela is the chef and her menu is a set dinner with a choice of four appetizers
gabriela is a militant alliance of over a hundred women organizations
gabriela is ready to leave benito and the desert
gabriela is a national alliance of women's organizations in the philippines established in 1984
gabriela is very happy with her pump
gabriela is stuck
gabriela is the perfect translation of the cocoa farms present in jorge amado
gabriela is a lesbian who lives with her girlfriend tracey and can often be heard around the tblgay office saying


Adiós, Benito!

quinta-feira, junho 26, 2003

Soroity Slut
You're Sorority Slut Barbie! You're easy and you're
really cheesy! Have fun with the entire
football team.


If You Were A Barbie, Which Messed Up Version Would You Be?
brought to you by Quizilla


Witnness

Ou porque morar no Brasil é uma merda.

Chamando Belle&Sebastianos...

Aquela famigerada apresentação da banda no Jools Holland FINALMENTE será transmitida na República das Bananas! Seis meses de atraso, mas tudo bem, no?

Seguinte, vai passar no Eurochannel, dia 23 de julho, num horário bem ridículo e ideal para desocupados: 15 horas.

(Será que meu suuuuper VCR G9 1985 ainda sabe programar?)

E cuenda, que junto tb aparece Tom Jones (a-do-ro).

Sex bomb, sex bomb... you're my sex bomb... you can give it to me when I need to come along, sex bomb, sex bomb... you're my sex bomb... And baby you can turn me on!




Ms. Murphy, we loooove your tight sweater.

(né, Rezendao? *wink wink*)

Meu cu. Agora fui presentada com a síndrome dos ???? também?

Se joga, porque a grande frase do mês de junho foi: "o que é um peido para quem está cagado?".

Sláinte!

I Festival Guinness dá "boas-vindas" ao inverno

O pint da mais desejada cerveja preta do mundo pode ser encontrado em alguns pubs por até R$ 10,00. Quando a temperatura cai e a cidade fica no clima da "meia estação" irlandesa, nada como um pint Guinness e rock and roll para alegrar as happy hours. Em movimento inédito de alguns pubs para festejar a chegada do frio, será realizado a partir do próximo dia 27 de junho o I Festival Guinness, quando um pint da cerveja será vendido por até R$ 10,00.

Hoje, a idolatrada cerveja está presente em 155 países e é a mais conhecida entre as cervejas do segmento "stout", de cor preta bem escura, cremosa e encorpada. Sem conservantes, ela mistura aos ingredientes básicos da cerveja (cevada, lúpulo e levedura) 15% de puro malte irlandês torrado e água de Dublin, capital da Irlanda, onde esta bebida foi criada.

Curiosidade: Nem todo mundo sabe, mas assim como algumas das mais importantes invenções, poesias e romances criados pela Humanidade, o livro de recordes Guinness nasceu numa mesa de bar. Neste caso, em um encontro
regado à cerveja preta mais consumida no mundo, criada há mais de dois séculos e cuja marca batizou a publicação.

I Festival Guinness
Preços da pint em alguns pubs em São Paulo:
Dublin - R$ 9,00 (apenas no horário de happy hour)

Oxford - R$ 10,00

Café Journal - R$ 10,00

Clube Inglês - R$ 9,00

Pub no ABC

Liverpool - R$10,00

Preços da pint em pubs de Jundiaí ou Campinas
Birra & Pasta - R$10,00

Cartum - R$10,00

Xel Há - R$10,00

Preço da pint em pub de Curitiba
Taco - R$ 9,90

TODOS PARA O RIO EM NOVEMBRO, h??

Ent?o, além de The Rapture, teremos Super Furry Animals e PEACHES?

Assim disse Patolino.

woohoo!

Uia. Mudou a cara do esquema de postagem do blogger.

quarta-feira, junho 25, 2003

BIZARRO! A razão de todo o meu viver no segundo colegial acaba de deixar o escritório. Hahahaha. Tô morrendo de rir. Tive que me controlar para não ter um ataque na frente do cara. Arrã. Ele continua mais ou menos o mesmo. Cabeludo. Hahah. É, eu gostava, mas abafa, viu? Bonitinho, mas nem tanto. Tem um nariz muito delicadinho.

E de pensar que eu tinha ataques, síncopes, que eu derretia, virava pó e depois renascia totalmente retardada a cada vez que via o tal cara no corredor do colégio.... Hahaha.

*desovado por gabi as 2:48 PM

Rá, que açoites o quê!

If said bread or fruit drops into fondue pot, remind guests that fondue etiquette requires them to either kiss or "shag" the person to their left.

Vou me garantir.

Oops! Caiu...

*desovado por gabi as 1:18 AM

Fondue. Nham. Se joga aqui, se você gosta.

E já que o frio resolveu dar as caras, que tal?

E na semana passada, enquanto comia fondue com a ermã, acidentalmente deixei meu pão e - depois - meu camarão caírem na panela. O maître disse que na França eu poderia ser "punida" pelo deslize... hoho. Me senti igual àquele imbecil em Asterix e os Helvéticos, sabe? Hilário. Os romanos tentando fazer uma orgia bem porca, enquanto os nativos limpavam tudinho. E o imbecil que deixava o pão cair no queijo derretido era açoitado, espancado e jogado no rio... mas voltava sempre.

*desovado por gabi as 12:32 AM

Bildungsroman. Hölderlin. Que coisa chata.

Eu tenho medo da Alemanha.

(Perdoe-me, Rick)

*desovado por gabi as 12:23 AM

Macadâmia. Cardamomo. Baunilha. A vida podia ser só isso, não?

(e dona Iwamizu faz terrines óótemas)

*desovado por gabi as 12:22 AM

Tim Burgess e J. Lo?

Aqui.

*desovado por gabi as 12:00 AM

segunda-feira, junho 23, 2003

E antes de eu ler uma historinha chamada Adam Bell (na verdade eu queria muuuuuito ler Poe agora e sentir medinho) eu vou tentar lembrar uns highlights da parada guei, minha primeira. Tá passada?

* Barbies
* Lady Godiva Travestits
* Barbies
* Músicas de recepção: Moloko e Kylie
* Barbies
* Esqueci
* Carro da T.A.T.U
* Barbies
* Uma sex machine que beijou cerca de 30 caras
* Panturrilhas doídinhas
* Barbies
* Amiguinhos fofos
* Barbies
* Esqueci
* Bala que bate no Charm
* Cervejinha
* Gabriela versão affectionate
* Cervejinha
* Gabriela versão talkative
* Cervejinha
* Gabriela versão fervinho
* Cervejinha
* Gabriela versão alaska

*desovado por gabi as 3:31 AM

Fritandinho com Gabi, porque uma tela de computador de repente parece ser a coisa mais interessante do mundo e o click click do mouse é uma canção de ninar para quem não consegue pregar os olhos.

Vou lá ler meus Scottish Folk and Fairy Tales, porque até lesada eu sou nerd, além de tree-hugger.

*desovado por gabi as 3:24 AM

quinta-feira, junho 19, 2003

Fiz uma promessa estranha hoje. Meio à contragosto. Jurei que apagaria todos os e-mails que eu tenho dele. E são muitos. E foi ele quem pediu isso. E eu me senti bem idiota por ter confessado que eu guardo todos eles. Fazer o quê? Não sou boa de carão.

Talvez ele esteja certo. Vai ser uma boa maneira de começar tudo de novo. Fazer de conta que eu meu "pequeno" surtinho, seguido de confissão patética de amor eterno jamais aconteceu.

Quem sabe dessa vez eu não controlo a situação, hã?

Mas é tão difícil apertar o delete... Eu sou do tipo colecionador, sabe? Sinto como se estivessem me amputando.

Acho que vou ler todos antes de apagar. Dar umas risadinhas, chorar um pouco, me sentir bem e em seguida me sentir *a* idiota.

Talvez ele esteja certo.

*desovado por gabi as 1:03 AM

Daí que eu cheguei uma hora atrasada na minha primeira aula de cozinha. Tive que me vestir sozinha. Esqueci o avental no carro. Enfiei o chapéu e fiquei me achando meio idiota... O professor já deu a olhada de "quem é a folgada?". Depois gongou meu anel (esqueci de tirar), meu cabelo sem touca ou rede (pânico, tenho cachos demais) e o tamanho da minha unha ("mas, moço... ela já está no sabugo!).

E ainda nos fez chupar limão, tangerina e maracujá. Não ficou feliz enquanto eu não mastiguei e engoli um tamarindo nojento.

Só faltava me encarregar de descascar o abacaxi...

*desovado por gabi as 12:23 AM

E eu acho realmente que o número de ratos em São Paulo é equivalente ao número de motoboys.

Mais uma buzininha e eu surto.

*desovado por gabi as 12:20 AM

Eu juro.

Juro que mudo de São Paulo ASSIM QUE POSSÍVEL.

(que nojo, que nojo, que nojoooooo de cidade)

Tempo desperdiçado no trânsito hoje: 2h30.

Ou seja, passei mais tempo enfiada num carro do que dormindo. Há algo errado aqui?

*desovado por gabi as 12:19 AM

quarta-feira, junho 18, 2003


*desovado por gabi as 2:46 AM

segunda-feira, junho 16, 2003

E se você quiser saber, o John Simm tem uma banda chamada Magic Alex. Ele toca guitarra. Dá pra ouvir uma das músicas, Super KK. Eu gostei. Mas, hã, claro, sou suspeita. Nesse minuto, até se ele tocasse nu-metal eu acharia lindo.

*desovado por gabi as 12:53 AM



Peguei começado e nem vi até o final, mas Miranda é ótimo. Tem a Christina Ricci linda, loira e japonesa e minha mais nova raison d'être, que atende pelo nome de John Simm.

Que garota não quer um Frank em sua vida? Alou? Uma coisinha fofa, não necessariamente bonito, mas fooooooooofo. Com sotaque capaz de derreter qualquer geleira. Um traseiro luuuzes. Camisas estampadinhas. Acha graça quando a garota arrota na cara dele (ok, estamos falando da Ricci, mas...). Tem cara de perdidinho e frases de efeito do gênero:

"You make me want to run in the fields"

ou

"Tell me something you never told anyone" (ou algo assim)

Breguinha, mas funciona horrores. Pelo menos com retardadas da minha cepa.

É sério. Eu me contorcia no sofá e dava gritinhos.

Frank, você existe????

(eco)

(Vi, estou só aguardando sua vinda para SP. Vamos ver logo 24 Hour Party People. Ele é o Bernard Sumner... *orgasmos múltiplos*)
*desovado por gabi as 12:43 AM

domingo, junho 15, 2003

Não que eu tenha pego qualquer bereba bucal ever, ouviu? É um nível mais PRO-FUNDO (se é que me entende) de reconhecimento.

*desovado por gabi as 8:40 PM

E eu gosto daquele cachecol também.

*desovado por gabi as 8:38 PM

Acho que quero uma foto Lazy Line Painter Jane. Eu e o meu lazy arse combinamos com a pobrezinha que pega bereba na boca depois de lamber grade e com o cor de rosa chóóque.

*desovado por gabi as 8:38 PM

ADORO o LC... Hahahaha. Eu já tinha visto a fotinho dele "Judy and the dream of horses", com um periquito no ombrinho, mas esta de FYHCYWLAP* está sensacional!

Eu também quero fotos sebastiânicas! Tira? Tira?




*ou fold your hands child you walk like a peasant, mas a emenda saiu pior que o soneto, ne?
*desovado por gabi as 8:32 PM



Mas olha que bicha poser? Adooooooooooooooooooro André Gotz. Light of my life que não vejo há... hmmm... 3 anos? Volte, volte, volte desse Canadá chato! Ouvir Babybird sem você não é a mesma coisa. Haha.
*desovado por gabi as 5:46 PM

Ja, ja. A matriarca está hospitalizada. Pensou que era mais uma das crises de bronquite, mas na verdade era a boa e velha pneumonia. A expectativa era que ficasse até segunda. Hoje disseram que fica até quarta. Não é sério. Aliás, ela só esta no hospital para garantir que ela repousará e tomará os medicamentos na hora certa (minha mãe é "meio" hiperativa, sabe?).

Mas hospital é sempre foda. Traz todas as lembranças bem soterradas ali na sua memória. E crianças, eu digo, ver mamãe ali, sentadinha numa cadeira de rodas, andando por um corredor escuro me fez pensar imediatamente naqueles dias com meu pai. Deu aquele nó na garganta, um calafrio e uma rápida vontade de sair correndo.

É. Na minha cabeça ainda funciona a velha máxima: pais são imortais e inatingíveis. Arrã.

*desovado por gabi as 5:37 PM

sábado, junho 14, 2003



Tipow... (e sinta aquele acento de retardada mesmo)... Esqueça boa parte do que eu disse abaixo. O que o Morrissey diz é o que ele pensa. Eu, como parte da ralé feminina e encarregada de povoar este mundo-de-deus, digo que claaaaaaaaro que eu quero casar. Um dia. Não agora. Nem logo. E pelo amor de deus (dele mesmo): nunca numa Igreja. Quero usar um vestido com decote império (simplesmente um luxo) e um marido com cromossomos meigos, alfabetizado e com um pau médio, no mínimo, porque eu mereço tanto quanto L'Oreal, etc.

Sabe o que me fez mudar de idéia assim subitamente? Isso:

"...is called The Red Thread'. As Aidan unravels it, the title refers to "a Japanese thing whereby they believe you are connected to your soulmate by an invisible red thread and you can always find each other because of that.""

Não, não é simplesmente lindo. Isso é um pedido para retardamento full-blast instantâneo. E veio do Arab Strap (aaaaah) e do Japão também.

E agora vou passar a minha vida tentando achar fiapos vermelhos nos outros... *suspiro*
*desovado por gabi as 1:35 AM

will never marry (ou, um post longo)

"I'm writing this to say
in a gentle way
Thank You - but no
I will live my life as I
will undoubtedly die - alone"


Noto que minha cara abuelita está seriamente preocupada com meu estado civil. Esqueça das perguntas básicas "Cadê o namorado????" ou "Não tem nem mesmo um paquera (sic)?". Não, queridos. Estamos agora bem além disso.

É o seguinte: a doce velhinha mantém o que eu e ermão costumamos chamar de placar das Irmãs Calixto. Esse é o sobrenome da minha avó (que no original era Khalil, até um escrevente imbecil tê-lo aportuguesado...). O placar funciona da seguinte forma, cada uma das irmãs com netinhos - e são cinco - procura sempre contar atos heróicos cometidos pelas crianças. O objetivo é sempre ser o netinho vencedor. Claaaaaaro.

Exemplos: Vovó Lydia estava em certa vantagem quando o pequeno Guilherme entrou na faculdade de Medicina (depois de três longos anos). Um ano depois, a pequena Priscilla, neta de Laudia, bateu o ermão-sampaio por ter entrado sem muito esforço numa faculdade de Medicina melhor.

Eu nunca fui muito vantajosa para a doce Lydia. Nem a ermã. Ela, por não trabalhar há quase um ano, detestar estudos, ser fotógrafa e (diz a lenda, viu?) também gostar de calcinhas. Eu porque sou jornalista, uma profissão até ortodoxa, mas que não paga bem. Além disso, segundo abuela "não valorizo meu Q.I.", não uso batom cor de rosa, não passo litros de perfume e não me importo em agarrar um dos médicos libaneses/fazendeiros de Catanduva que ela acha tão luxo.

Ok. Minha prima Flávia vai casar. Good for her. Ela tem 27 anos, é dentista, mora no interior. Deve ter a vida dela. Tranqüila. Mas vovó Lydia agora encasquetou que meu timing para casório está acabando. Há pouco tempo ouvi pela enésima vez a pérola: "Olha, filha, a juventude passa, viu? Escolha logo antes que tenha que ser escolhida."

HELLO?

Que medo. E hoje ela ainda mandou uma daquelas sacolas de supermercado lotaaaaaaada de pão de Sto. Antônio.

Socorro.

Eu não como aquela porcaria nem por decreto. Juro. Um dos mais supremos nojos católicos da minha breve época de carola era comer esse pão bagacento, velho e sujo. Sério, eu sempre imaginei por quantas mãos aquele pão francês xexelento não devia ter passado e de onde vinha aquela água benta fedida que deviam espirrar nele. Ew. Não faz lembrar aquele pão francês que a sua mãe deixa na lata de arroz?

Poupe-me.
*desovado por gabi as 1:04 AM

sexta-feira, junho 13, 2003

Pois é. Eu reparei que ando com um quadril bem ossudo, mas não imaginei que romperia a barreira dos 60kg nunca mais.

Mas eu rompi. Carrego agora 57 kg. Bizarro.

Dieta? Naaaaaa. Isso se chama preguiça de comer, um novo modo de jejum.

*desovado por gabi as 3:37 AM

Eu nem me dei ao luxo de ficar deprimida com o Dia dos Namorados. Mas aí eu fui ao supermercado tarde da noite... e enquanto passava minhas compras no caixa, via um bando de casais - ou gente com cara que trepa regularmente com um mesmo indivíduo -comprando bebidas.

Daí eu olhei para as minhas compras e suspirei: Água sanitária, Pinho Sol, Pão de Forma e danoninho (R$ 8,20).

*desovado por gabi as 2:39 AM

Outro clepto-moment blogueiro, desta vez foi da sis.

É assim ó... Você responde às questões com nomes de músicas de uma banda da sua escolha.

Dã. A tentação sebastianesca é forte, mas vamos de Beatles.

1. Are you male or female?: Girl
2. Describe yourself: I am the walrus
3. How do some people feel about you?: Cry baby cry
4. How do you feel about yourself?: I'm only sleeping
5. Describe your boyfriend: It won't be long
6. Where would you rather be?: Magical Mystery Tour
7. Describe what you want to be: Sexy Sadie
8. Describe how you live: I'm so tired
9. Describe how you love: Please please me
10. Share a few words of wisdom: Happiness is a warm gun

*desovado por gabi as 2:12 AM

Hahaha:

Acting effeminate is all about being emo, since you're trying to find yourself while recovering from being dumped. And since most emo guys are actually straight, you shouldn't fret that you're acting all gay when you're really aren't. Remember, being emo is all about looking cool. And even if you don't score a babe, you'll still meet lots of girls who want to have you as their best friend, giving you the impression that you have lots of girlfriends when in reality they just tell you their problems because they think you're gay. (Insta Emo Kit)

E aqui: Am I Emo? (foto. Atente para as pick up lines)

(do Polaroid. Viu como não precisa falar italiano?)

*desovado por gabi as 1:49 AM

quinta-feira, junho 12, 2003



Nice Man is very nice indeed. Quando é que dá pra ir num show e ficar sentadinha bem na frente? Eu pensei que haveria uma banda acompanhando o tempo todo (pra ouvir as guitarrinhas e os tecladinhos), mas foi uma coisa bem one man band mesmo. E fofo. Porque ele pedia pro povo cantar junto, bater palminhas ou assobiar. E foi contando a historinha do Nice Man entre as músicas. E quando acabou o Nice Man, ele tocou BMX Bandits: This Lonely Guy e uma das que eu mais amo: I Wanna Fall in Love. Daí ele pediu mais... e eu consegui gritar Disco Girl. Essa é a minha predileta. E foi foooooooofo.

Every word you speak
knocks me off my feet
I couldn't wait to touch your little ass
your body tastes soooo sweeeeeeeeet!


*ai*

Daí tocou Teenage. Fofo. E deu autógrafos.

Teve gente que odiou. Básico. Talvez tivessem outras expectativas. As minhas foram correspondidas. Foda foi ter que aguentar macaca fã de charlie brown junior que paga pra pentelhar o show dos outros. Hello? Num momento saco na lua virei pra trás e perguntei pro fulano (que berrava em inglês macarrônico pro Francis: "iór tiiiiiiiichârt izzzzz shííííítiiiiiiiiiiiiiiii") por que diabos ele pagava R$ 20 pra encher o saco. Foi aí que ele respondeu: "Eu paguei R$ 10. Eu sou comeRciário".

Ah, tá.
*desovado por gabi as 3:02 PM

quarta-feira, junho 11, 2003


*desovado por gabi as 3:57 PM

Veja o que a embromation faz. São três da manhã e e vez de trabalhar eu prefiro dar minha mãozinha para o Google e deixar que ele me leve a lugares bizarros.

Tipo este.

E aqui está o glorioso brasão dos Sampaio:


*desovado por gabi as 2:43 AM



Finalmente chegaram meus uniformes de chef-wannabe. Calça xadrez, dólmã (com meu nome bordado), lencinho, avental e paninhos. Ah, redenção. Finalmente pisarei no maravilhoso mundo da cozinha na quarta que vem e deixo para trás dois longos e tenebrosos meses calculando custos, fazendo engenharias de cardápios e me matando para entender o significado oculto de juros simples e juros compostos em minha vida sem lógica.
*desovado por gabi as 2:07 AM

Aproveitando, veja isso:



Diz que é o Pequeno Edgard Scandurra Little.

Eu sinceramente achei que era o Tatu, da Ilha da Fantasia.
*desovado por gabi as 2:03 AM

E também disse que a Marianne Faithfull parecia a Sônia, daquele jogo Cara a Cara. Sério. Essa foi a lembrança mais bizarra que eu já ouvi nos últimos tempos. Vamos brincar de cara a cara pop e rock?

Huuum... Comeu todos os Stones?

Usou todas as drogas?

Tem jeitos vagabundos?

É a Marianne Faithfull!

*luz*


*desovado por gabi as 2:00 AM

É Dani. Aquela taba tava boa. Tão boa que você se lembra do que disse sobre a Marianne *gotas de luxo* Faithfull cantando no Jools Holland?

Não vou falar nada. Imagens valem mais do que palavras... Hahaha.




*desovado por gabi as 1:52 AM

terça-feira, junho 10, 2003

Que lembrança idiota. Merece ser dividida. Então, quando eu era pequena eu tinha medo do nome Douglas. Achava esquisitíssimo e não sei por que eu associava à figuras geométricas. Mais especificamente com trapézio. Era assim... eu olhava pra minha régua de figuras geométricas, via o trapézio e automaticamente pensava "Douglas". Daí olhava pro moleque na classe chamado Douglas e pensava "trapézio".

*desovado por gabi as 8:01 AM


Hmm... eu fico com a banana...


Eu falo que não quero homem bonzinho, mas eu caso com um nice man. Mesmo sabendo que as probabilidades de filhos com danos cerebrais irreversíveis são de 99,9%...

Imagina um homenzinho que canta coisinhas assim?

and you've been down on the floor, your heart's been shown the door, but you keep coming back for more, falling in love...

ou

I was watching you watching the band thinking that's the kind of girl who never wants to talk to me...

ou

loser! failing again.. you're on your own and you can't pretend....

Desse jeito faz parecer que nossas misérias são a coisa mais fofa do mundo. *chuif*

Afinal, alguém aqui também vai ver o Nice Man amanhã ou não?
*desovado por gabi as 7:11 AM

Puta merda. Aquela festa-da-cobertura foi uma viagem no tempo. Além de encontrar gente que eu não via desde o último milênio (literalmente) senti um cheiro meio histórico num desses indivíduos.

Ele estava usando Frenesi.

Hahahaha.

*desovado por gabi as 1:42 AM

Outras pérolas da/sobre a tia-guru-que-me-nina-até-hoje-afinal-de-contas:

"...or maybe it's because Morrissey is a record to be played, never a life to be lived."

"Hence, when a fan gushes, "I wanted to thank you for making me and my friends so happy," he replies, only half-joking, "Well, I didn't mean to...""

*clap!*


*desovado por gabi as 1:36 AM

Shoplifters of the world unite...



Affe. Várias notícias sobre a Tia Moz que eu desconhecia:

1) Tia Moz vai lançar disco novo (depois de 7 longos anos) em gravadora nova.
2) Passou ONTEM, no Channel 4, um documentário chamado "The Importance of Being Morrissey" *orgasmos*
3) Vai sair uma "psycho-bio" chamada Saint Morrissey.

In the new doc, in addition to footage of his triumphant world tour last year, we see Moz on a moped, Moz in convertible Jag, Moz in his Hollywood home, Moz having tea with a slightly spaced-out looking Nancy Sinatra, Moz visiting a LA strip-joint (and blushing).

adooooooooooro!
*desovado por gabi as 1:28 AM



Canções de David Bowie serão relançadas com remixes asiáticos
*desovado por gabi as 1:10 AM

segunda-feira, junho 09, 2003

London Food Film Fiesta

Queria um desses aqui. Ai.

*desovado por gabi as 1:36 PM

domingo, junho 08, 2003

E Hazey Jane II também. Agora.

Now take a little while to find your way in here
Now take a little while to make your story clear
Now that you're lifting your feet from the ground
Weigh up your anchor and never look round

Let's sing a song for Hazey Jane
She's back again in my mind
If songs were lines in a conversation
The situation would be fine


*desovado por gabi as 11:37 PM

Sunday night, eu sei, mas Sunday Morning coube direitinho agora:

Sunday morning, praise the dawning
It's just a restless feeling by my side
Early dawning, Sunday morning
It's just the wasted years so close behind

Watch out, the world's behind you
There's always someone around you who will call
It's nothing at all

Sunday morning and I'm falling
I've got a feeling I don't want to know
Early dawning, Sunday morning
It's all the streets you crossed, not so long ago

Watch out, the world's behind you
There's always someone around you who will call
It's nothing at all

*desovado por gabi as 11:31 PM

sábado, junho 07, 2003

Outros blogs:

Cunegunjes (da Betza)
Elogio da Polaina (do Marco)
K West (do purpurinado e lazy William-it-was-really-nothing)
Nenoland (do Daaaaaaaaani)
Obssessions (do Márcio)
Usuário 404 (do René)
Vinkolinka (da minha queridinha Luiza)


*desovado por gabi as 7:26 PM

Maldito Blogger. Um dia infindável e incomunicável com a mensagem: "oops... your weblog was not quite ready to be published..."

*desovado por gabi as 6:19 PM

sexta-feira, junho 06, 2003

teste

*desovado por gabi as 11:38 PM

Sebastianos, uni-vos!

Hi guys,

We need your help collating information for our new website which is to be launched later on in the summer. We're looking for images from posters and flyers for tours, gig tickets as well as the setlists and support band details from all the shows over the years.

If you have any of these items, can you please scan them and email the images as either .jpgs or .gifs over to me at website@banchory.net They don't need to be huge files, so try to keep them decent size. If i need it bigger than what you have sent then i will contact you. For the setlists, just text in the body of email will suffice.

Hope you can help out - thanks in advance!

cheers,
Katrina @ Banchory.

www.banchory.net
www.belleandsebastian.co.uk/home

*desovado por gabi as 3:54 PM

Yes! NICE MAN!

Macdonald traz projeto solo
Adriana Ferreira

Vem bem a calhar o show de Francis Macdonald no dia 11, antes do Dia dos Namorados. Depois da sequência de melodias doces e letras meigas, vai ser difícil não ficar morrendo de vontade de encontrar um "parzinho" ali mesmo, na choperia do Sesc Pompéia.
Mas o show merece ser visto principalmente porque Nice Man, o projeto solo do escocês, é muito legal. De quebra, ele é o baterista da antológica banda indie Teenage Fanclub e líder do BMX Bandits. É preciso dizer mais?

O disco "Sauchiehall and Hope (a Pop Opera)" é bem Teenage: influências de Beatles, guitarras folk e pop na medida.
"Foi um desafio para mim", explica Macdonald. "Eu costumo tocar bateria, cantar ou co-escrever músicas. Foi a primeira vez que fiz tudo completamente sozinho", diz ele.

No show, ele toca guitarra acústica e alguns teclados. "Talvez o público possa me ajudar cantando, batendo palmas ou assobiando", sugere.

Se depender dele, o povo vai ter de insistir bastante para ouvir músicas do Teenage Fanclub. "Eu acho melhor que eles venham ao Brasil tocar suas próprias músicas."

*desovado por gabi as 2:56 PM

Veja só como o mundo é pequeno e a internet ainda mais. Há algum tempo escrevi uma resenha sobre o livro "Amanhã Eu Vou Dançar", do Antonio Calloni. Ele mesmo, ator da Globo, o Mohammed, dentre outros tipos engraçados que ele representou. Daí que recebi um e-mail do próprio há alguns dias, agradecendo pela resenha e tudo mais. Oras, não é todo dia que a gente recebe e-mails de um ator, não é mesmo? Ainda mais um ator que escreve bem pra caramba.

E ele ainda me mandou os outros dois livros dele por correio (A Ilha de Sagitário e Os Infantes de Dezembro) e um cartão com abraços trash (adooooro!).

É claro que isso já virou O assunto na minha família.

*desovado por gabi as 3:33 AM



Sim, Einah, um dia você vai ver que a Anjelica Huston é uma deusa suprema de beleza incompreendida. E nesse dia, eu vou dizer: I told you so... Repare, ela tem um nariz de personalidade forte, mas feminino. Já nossa amiga Polly Jean parece que teve o nariz do pai transplantado na cara dela. Honestamente.

E eu jamais me esquecerei de um dia da minha remota infância (sim, eu tenho uma excelente memória pra tudo o que é inútil): clã Sampaio assistindo ao filme A Honra do Poderoso Prizzi na TV. Eu devia ter uns 9 anos? E já tinha medo do Jack Nicholson... Bom, o fato é que não tínhamos controle remoto. Lembro de ver meus pais meio esbaforidos com os diálogos do filme sendo ouvidos pelas crianças. Pra dar o truque, eles tossiam ou falavam meio alto nas partes críticas, mas não conseguiram impedir que eu ouvisse e memorizasse essa aqui:

Anjelica Huston: "Ele me comeu umas duas ou três vezes..."

Gabriela, aged 9: "Comeu, pai? Como assim?? O que é comer alguém?"

Em algum momento do filme, a doce Anjelica também é chamada de putana da festa. Eles também não conseguiram tossir a tempo... e logo eu e meu irmão - que nunca tínhamos ouvido a palavra p-u-t-a-n-a - passamos a empregá-la com freqüência quando nos dirigíamos à nossa cara irmã mais nova. Putana da festa, putana da festa! O deleite do novo vocabulário.
*desovado por gabi as 2:31 AM

Então o Mascotinho finalmente mandou notícias do país mais chato do mundo, o Canadá. Agora ele limpa janelas de hotel, come comida mixa, usa roupa suja com orgulho, anda de bicicleta e até hoje não topou com nenhum nativo. Diz que canadense no Canadá é lenda. Lá o que pega é português, chinês e afins. Em Toronto, quer dizer.

E dentre as notícias, veio esta belezinha aqui:

"amiguinhos
tem uns jamaican boys q eu conheci. eles sao tarados por brazileiras (sic) e ficam so perguntando se as brasileiras sao faceis e se elas se abrem qdo alguem fala ingles. qquer dia dou o e-mail deles pra vcs e vcs fingem q querem dar pra eles. pelo amor de deus"


Hum. Ok. E lá vamos nós mais uma vez para a eterna discussão da lenda da brasileira boazuda...

Assim...

O gringo-retardado vem para cá pensando nisso/ou pensa exatamente nisso quando a palavra mágica brasileira é citada:



Sem saber que na verdade podem topar com essa belezinha de bermuda semi-baggy aqui:



(as fotos são uma cortesia do LatinEuro, não perca! hahaha)

Olha, cansei de discutir o arquétipo da brasileira gostosa. Façamos o seguinte... vamos dar o truque nos dublês de jamaica abaixo de zero! Garotas interessadas, por favor, mandem e-mails picantes para os rapazes. Em troca só queremos uma coisa: ganja, man. 100% Jamaican. Vamos alimentar o sonho de alguém... hahahaha.
*desovado por gabi as 2:11 AM

quinta-feira, junho 05, 2003

E pros meus filhinhos anticristos, que terei com vários íncubus só para garantir a procedência, darei coisinhas educativas assim:



Daí terei certeza que as crianças:

* Não perderão o sono achando que vão queimar no inferno.
* Não passarão dias tentando achar o símbolo 666 escondido no couro cabeludo.
* Não se sentirão espiadas por Jeová 24/7.
* Não acharão que vão para o inferno porque mastigaram a hóstia (e logo mastigaram jesus).
* Não darão a outra face para bater.
* Não terão que "confessar" "pecado" algum para qualquer homem de saias que não seja um escocês bêbado.
* Não acreditarão no kingdom come.
* Não terão que rezar como máquinas sem mesmo saber o que estão dizendo, amém.
* Serão os estraga-prazeres do pré-primário, espalhando por aí o boato que papai noel não existe. E nem o coelhinho da Páscoa.
* As meninas são se sentirão sujas, putas e menores.
* Ninguém precisará ser "bonzinho" toda hora.
* Não serão iguais à progenitora ex-católica que sobreviveu à todas as atrocidade supracitadas.
*desovado por gabi as 12:53 AM

terça-feira, junho 03, 2003

Festa, festa, festa!


*desovado por gabi as 1:24 PM

segunda-feira, junho 02, 2003

Então, tá. Chega de chorinho, piti e dúvidas cruéis. Devo ter esquecido, mas...

< /self pity >

*desovado por gabi as 10:07 PM

Así duele:

I wanted someone to enter my life
like a bird that comes into a kitchen
And starts breaking things
and crashes with doors and windows
Leaving chaos and destruction...


(Gurb Song - Migala)
*desovado por gabi as 10:06 PM

hum... adivinhe pra que servem as setas?

... et puis je fume.


versão 5.0 - pink martini

I'm BORED of the rings
I'm BORED of the rings

maystar designs | maystar designs | maystar designs